FRETE GRÁTIS PARA COMPRAS ACIMA DE R$ 1000,00

Vinho Fulvia Pinot Noir Atelier Tormentas Tinto Seco

R$ 500,00

Volume: 750 ml
Safra: 2018
Tipo: Vinho tinto Seco
Região: Serra de Sudeste – RS
Teor álcoolico: 12,9%

6 em estoque

Categorias: ,

Vinho Fulvia Pinot Noir Atelier Tormentas

Foi através do vinhateiro artesanal de origem gaúcha, Sr. Mauricio Heller Dani “personagem Marco Danielle”, fez de seu vinho Fulvia Pinot Noir Atelier Tormentas Tinto Seco referência no mercado internacional.

A razão do nome Atelier Tormentas, surgido em 2004, é motivo de constantes indagações. “O nome evoca à via-crúcis de desafios e intempéries que enfrenta o vinhateiro do vinhedo ao copo e, mais que tudo, marca um período de decisões particularmente difíceis da minha vida pessoal”.

Em paralelo à decisão de “largar tudo” em prol dos vinhos, ele vendeu seu BMW para comprar os primeiros tanques de inox e separou-se de Maristela.

Pouco mais tarde, veio o segundo casamento, com Rejane Dapper, que duraria sete anos e do qual nasceria em 2010 Pier Paolo – referência ao cineasta Pier Paolo Pasolini.

Foram sete anos de muito trabalho e obstinação até chegar ao Fulvia, que de fato colocou o Atelier Tormentas no cenário internacional. Danielle só não plantou as videiras nem colheu as uvas – mas selecionou os produtores em vinhedos do sul do Estado (Encruzilhada, Livramento, Bagé, Hulha Negra).

Nos primeiros tempos, quando a produção não passava de mil garrafas por safra, encarregava-se do engarrafamento (manual), da rotulagem, da comercialização, da promoção dos vinhos na internet e em degustações. Tinha, e ainda tem, dificuldade em dividir as tarefas com gente de fora.

Depois, quando as tiragens foram subindo até chegar à média anual de 5 mil garrafas (só para efeito de comparação: a Miolo produz 10 milhões por ano), pelo menos para o engarrafamento, passou a contratar mão de obra.

Em junho de 2015, em evento da Associação Brasileira de Winemakers, foi homenageado com o título de sócio honorário. A solenidade ocorreu na sede da Miolo, em Bento Gonçalves, e naquele dia ele conheceu Vanessa Medin, então funcionária dessa que é uma das maiores vinícolas brasileiras. Logo engatariam um namoro sério. Em outubro de 2015, tornaram-se parceiros na vida e no Atelier Tormentas

Em sua primeira edição, safra 2009, Fulvia Pinot Noir fez sucesso imediato, imprimindo ao rótulo uma reputação que desde então não parou de crescer.

Foi o primeiro Pinot Noir brasileiro de que se tem notícia, concebido rigorosamente dentro das tradições e métodos de vinificação ao mais clássico estilo da Borgonha: fermentação semi-carbônica dos cachos inteiros; descuba diretamente em barricas de carvalho francês de vários usos para as fermentações de acabamento e afinamento por um ano.

Desde então, as comparações às cegas com grandes borgonhas não cessaram de se multiplicar. Em 2014 termina o acordo de fornecimento junto ao vinhedo original e inicia-se a busca por um novo vinhedo capaz de alcançar a delicadeza e a complexidade que fizeram o prestígio das safras 2009, 2011, 2012 e 2013. Várias regiões e clones são testados e a safra 2015 faz grande sucesso, apesar da mudança no perfil do vinho. Finalmente, na safra 2018, é usada a Pinot Noir de um vinhedo distante apenas quatro quilômetros do vinhedo original, em Encruzilhada do Sul.

Benefícios do Vinho Fulvia Pinot Noir Atelier Tormentas

Ter em mãos um vinho cujo produtor tem o seu respeito pelas principais celebridades nacionais e europeias, entre ele, Eduardo Granja Russo, Leandro Baena, Steve Spurrier, Pierre Overnay e o maior expoente da história do vinho natural, Philippe Rothschild.

Descrição

O Fulvia de safra 2018, acaba sendo mais concentrado, fruto de uma safra quente e seca, com teor alcoólico consideravelmente mais alto que os anteriores e influência de notas compotadas, contudo perder a vivacidade da fruta e mantendo uma acidez refrescante.

Um vinho complexo, com notas defumadas e a clara assinatura aromática de uma vinificação sem adição de SO2. Deve ganhar ainda mais complexidade com alguns anos de guarda, mas não vejo razão para adegar longamente um vinho tão redondo, fruto de uvas tão maduras.

Eis um vinho pronto para ser consumido imediatamente, embora deva crescer em complexidade em alguns anos de guarda.

Maturação

Passagem de 18 meses em barrica de carvalho

Uva

Pinot Noir

Temperatura de Consumo

Apreciar em temperatura de 16°C a 18°C.

Dados Analíticos

Altitude: 450 m

Álcool: 12,9%

Quantidade produzida: 2.700 garrafas

Colheita: manual em caixas de 15 Kg

Desengace: não (fermentação semi-carbônica dos cachos inteiros)

Quebra das bagas: cachos pisados a pés

Remontagem: manual, por pigéage

Transporte do mosto na encubagem: manual / por gravidade

SO2 adicionado ao mosto: não

SO2 adicionado nos transvases: não

SO2 adicionado no engarrafamento: insignificante

SO2 total detectado após o engarrafamento: 9 mg / litro

SO2 total permitido por lei no Brasil: 300 mg / litro

Harmonização

Ideal para acompanhar carnes de caça, risoto e massas.

Produtor

https://www.tormentas.com.br/home.php

Para saber mais sobre esse vinho ou alguma informação entre em contato clicando aqui.

Peso 1.400 kg
País

Tipo

Estilo

Uvas Tintas

Pinot Noir

Avaliações


Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Vinho Fulvia Pinot Noir Atelier Tormentas Tinto Seco”


error: O conteúdo está protegido !!
All for Joomla All for Webmasters